domingo, 24 de fevereiro de 2013

Alunos de Alemão da ESMTG participam em mais um intercâmbio

Entre os dias 10 e 17 de fevereiro de 2013, realizou-se o segundo intercâmbio entre alunos de Alemão da ESMTG e alunos alemães que estudam Português como língua estrangeira no Max-Planck-Gymnasium Dortmund, na Alemanha. O intercâmbio contou, mais uma vez, com o apoio do Clube de Rotários da Praia da Rocha, a quem se agradece.

O Max-Plank-Gymnasium oferece o ensino do Português há mais de 33 anos  e é o único estabelecimento de ensino público da Renânia do Norte-Vestefália com esta opção a partir do 8.º ano, nível iniciação, e do 10.º ano, nível de iniciação e continuação.

Os alunos portugueses ficaram alojados em casa das famílias dos seus parceiros de intercâmbio e, durante a semana, cumpriram um programa de atividades desenvolvidas em pequenos grupos e visitas a locais de interesse histórico e cultural. O último dia da estadia ficou reservado para uma visita à cidade de Colónia, com destaque para a Catedral, a ponte Hohenzollern com os seus famosos cadeados do amor e a parte antiga da cidade.

Para além de almejar o desenvolvimento da compreensão, do espírito crítico e da tolerância relativamente a povos e culturas diferentes, o intercâmbio tem como objetivos motivar os alunos para o estudo do Alemão e proporcionar-lhes uma oportunidade de contacto direto com a língua e cultura alemãs.

Tendo em conta algumas opiniões dos alunos, pode-se considerar que a experiência foi muito positiva e que atingiu os objetivos pretendidos: 

«Não tinha bem noção de como seria a tão bem falada Alemanha. Fiquei com uma opinião muito positiva acerca deste país e desejo voltar lá mais vezes. Os alemães foram todos muito simpáticos, não tenho quaisquer razões de queixa. São como todas as outras pessoas (tal como eu pensava) e são aliás muito divertidos e interessantes.»

«O meu parceiro de intercâmbio era muito dedicado e preocupado com o meu bem estar. Era bastante simpático e boa companhia. Era também alguém com quem não era só fácil de falar mas também interessante. Era também muito prestável.»

«O contacto directo com a língua permitiu-me familiarizar-me com o som e com as expressões típicas.»

Para ver mais fotografias clique aqui.